Soja. Porque não?

O Brasil é o Segundo maior produtor de soja do mundo, mas a taxa de consume humano é de apenas 1% da produção total. Existe certo preconceito quanto a essa leguminosa, devido ao sabor “diferente”, desagradável, que na verdade é causada por uma enzima. Soja é um excelente substituto da carne, pois além de possuir um alto teor protético, é mais facilmente digerida e não apresenta gordura saturada que pode chegar a obstruir as artérias e causar o infarto.

Boas razões para comer soja:

  • – Alimento rico em proteínas, cálcio, ferro, fósforo, vitamina B1 e magnésio.
  • -Diminui a taxa de colesterol.
  • -Fortalece o sistema imunológico.
  • -Reduz o perigo de câncer de mama e colo de útero.
  • -Melhora dos sistemas da menopausa.
  • -Previne a osteoporose.
  • -Reduz os sintomas da tensão pré-menstrual.
  • -Alimento indicado para emagrecimento, pois é pobre em amido e possui poucas calorias.
  • -Evita problemas cardíacos.

Mas, para se ter todos esses benefícios comprovadas por pesquisas cientificas, a ingestão deve ser freqüente. Comercialmente, temos vários produtos que podem ser encontrados nas prateleiras dos supermercados.

Idéias de alimentos a base de soja:

  • – Molho de soja – Shoyu
  • – Leite de soja em pó
  • – Carne de soja – granulado ou em cubos
  • – Pasta de soja – missô
  • – Queijo de soja – tofu
  • – Soja em grãos

Dica:

  • Para eliminar o gosto residual da soja (grão):
  • 1 – Deixar de molho da noite para o dia.
  • 2 – Cozinhar por 30 minutos em panela comum e em água corrente ou cozinhar em panela de pressão por 20 minutos. Esfregar nas mãos para retirar a casca.